Os dramas que uma folha de couve esconde (Parte III de III)

[Consulte a primeira e a segunda parte deste artigo] 4. Parasitoides: os inimigos do nosso inimigo, nossos amigos são! No terceiro nível trófico, surgem finalmente os antagonistas parasitoides: oófagos, larvares e ninfais. Trichogramma brassicae Os primeiros a atacar são os tricogramas, “vespinhas” minúsculas com cerca de meio milímetro que parasitam ovos de lepidópteros. Alimentam-se de… Read More Os dramas que uma folha de couve esconde (Parte III de III)

Os dramas que uma folha de couve esconde (Parte II de III)

[Consulte a primeira parte deste artigo aqui] 3. A borboleta-branca-da-couve A borboleta-branca-da-couve, Pieris brassicae L., é uma espécie cosmopolita [11], voadora robusta, migradora, capaz de percorrer longas distâncias até encontrar condições adequadas à reprodução, que implicam a existência de crucíferas, nomeadamente de couves, que as borboletas detetam à distância pela visão e pelo olfato, guiadas… Read More Os dramas que uma folha de couve esconde (Parte II de III)

Os dramas que uma folha de couve esconde (Parte I de III)

“Nearly 75% of the world’s macroscopic biodiversity is tied up in the look between plants, herbivores, predators and decomposers. In this context, the study of trophic interactions, involving plants, herbivores, and their predators or parasitoids represents a frontier in ecology, and this knowledge can be integrated in environmentally sound agricultural pest management” Sergio Rasman (Cornell… Read More Os dramas que uma folha de couve esconde (Parte I de III)

Aposematismo: a defesa pela exuberância

“Milkweed bugs (Lygaeinae) are the butterflies of the bug world – black on red associated with poison may deter predators, but it attracts scientists!” Jeffrey R. Aldrich A insegurança das cadeias tróficas A biodiversidade é a resposta evolutiva dos genes à incalculável diversidade de habitats e, nestes, às tensões intrínsecas das cadeias tróficas. Na teia… Read More Aposematismo: a defesa pela exuberância