Áreas selvagens: valor ecológico, climático e societal

Artigo assinado por A maior parte da superfície terrestre é dominada pelo Homem, mas alguns lugares ainda permanecem relativamente intocados. Estas áreas selvagens contêm os ecossistemas mais intactos da Terra. Estes são particularmente importantes no bom funcionamento do sistema planetário pois promovem a biodiversidade e regulam ciclos hidrológicos, meteorológicos e climáticos à escala continental. Apesar… Read More Áreas selvagens: valor ecológico, climático e societal

A sustentabilidade dos sistemas de agricultura no Alentejo: Os desafios económicos e ambientais

Artigo assinado por 1. Introdução A importância económica da agricultura no contexto europeu e nacional é pequena (representa entre 3 a 6% do PIB, sendo que em Portugal se aproxima do limite inferior). No entanto, é o único sector de atividade económica para o qual existe uma política comum (Política Agrícola Comum – PAC) e… Read More A sustentabilidade dos sistemas de agricultura no Alentejo: Os desafios económicos e ambientais

Estórias dos homens e dos bichos: Os pirilampos da minha infância

Disse há dias a uma amiga que os verões já não são o que eram: faltam-lhes os pirilampos! Os pirilampos com que fazíamos candeias para iluminar à noite, as veredas do pinhal, que percorríamos com os carrinhos de cana e arame. Sim, naquele tempo, não havia televisão, internet nem jogos digitais e a imaginação das… Read More Estórias dos homens e dos bichos: Os pirilampos da minha infância

Geopark da Serra da Estrela: fundamento científico para a classificação

Artigo assinado por Fotografias por Geologia e geomorfologia Na sequência de uma visita que fez a Espanha e Portugal, há quase dois séculos, o geógrafo e naturalista alemão Alexander von Humbolt (1769-1859) definiu aqui uma extensa superfície planáltica, conhecida, desde então, por Meseta Ibérica, ocupando a maior parte da Península. Levemente basculada, descendo de NNE… Read More Geopark da Serra da Estrela: fundamento científico para a classificação

Exposição fotográfica: Um olhar sobre a fauna do sul da Península Ibérica

Fotografias por “O meu nome é Carmen Aguirre, resido em Sevilha, profissionalmente sou jurista e fotógrafa de natureza amateur. A minha paixão é fotografar animais em liberdade, especialmente o lince-ibérico. Com a finalidade de proteger este animal em perigo de extinção, faço parte de uma plataforma denominada “Stop Atropellos Lince”, que tem como objectivo assegurar… Read More Exposição fotográfica: Um olhar sobre a fauna do sul da Península Ibérica

Notas de Zoologia (parte II): Os Turbelários (1)

Turbelários (Turbellaria) é a designação genérica que se atribui aos platelmintes (Platyhelminthes) de vida livre (alguns são parasitas), dos quais os mais conhecidos são as planárias (Fig. 1). Os estudos de filogenia molecular vieram destronar esse nome que correspondia a uma antiga classe taxonómica; mas que continua a usar-se, por comodidade. Estes animais são muito interessantes… Read More Notas de Zoologia (parte II): Os Turbelários (1)

Notas de Zoologia (parte I): As dáfnias

As dáfnias, conhecidas por pulgas-de-água, são pequeníssimos crustáceos da ordem Cladocera que desempenham um elo muito importante nas cadeias tróficas que ocorrem nos meios dulçaquícolas, desde charcos, lagoas, albufeiras ou rios; alimentam-se essencialmente de plâncton, mas também de bactérias e leveduras, e são, elas próprias, alimento de animais maiores, como peixes pelágicos. As dáfnias (Fig.… Read More Notas de Zoologia (parte I): As dáfnias

As árvores

Quem visitasse a Terra há 400 milhões de anos, encontrá-la-ia rochosa e desnuda, a não ser nas orlas marinhas, que começavam a ser pintalgadas de verde pelo desenvolvimento das primeiras plantas terrestres, de que os musgos, são embaixadores atuais. Os gregos chamam-lhes bryon; razão pela qual designamos por “briófitas” os musgos e as plantas com… Read More As árvores

Que não nos falte o ar (de qualidade)

Artigo gentilmente cedido pelos autores A poluição do ar ambiente é uma das principais causas de morbilidade e mortalidade evitável a nível mundial. A redução das concentrações de poluentes atmosféricos pode prevenir uma proporção significativa de mortes prematuras. Esta é a conclusão de um novo estudo publicado na revista The Lancet Planetary Health, que estimou… Read More Que não nos falte o ar (de qualidade)